Conheça os principais cuidados ao adquirir materiais médicos

Data: 19 de Setembro de 2019 às 08:00

Comprar materiais médico-hospitalares envolve especificidades que não existem para outros tipos de produtos. É preciso ir muito além de escolher o fornecedor apenas pelo preço mais baixo.

Em primeiro lugar, deve-se constatar a qualidade do que é entregue, afinal qualquer problema nisso pode significar risco para o paciente.

E também é preciso ficar atento ao prazo de entrega, que deve ser o mais compatível com o seu hospital, consultório, drogaria etc. Isso quer dizer que você deve avaliar o prazo de entrega e ver se está alinhado com o planejamento de pedidos de material do seu estabelecimento de saúde.

Vamos ver melhor neste texto, como cada uma destas etapas funciona.

Acompanhe!


Fornecedor

Antes de tudo, liste os produtos que você deseja encomendar, e verifique se eles estão com o registro atualizado na ANVISA, conforme a RDC-185.

Então, faça um planejamento de quando vai precisar de cada item, e em qual quantidade. Isso é muito importante, para evitar estoque encalhado que passe do prazo de validade e acabe se transformando em desperdício, de produto e de dinheiro, principalmente.

Para fazer isso, o seu estabelecimento de saúde pode ter um software de gestão dos produtos (ERP), onde serão anotados dados como quantidades, vencimentos, entradas e saídas de cada item.

A ANVISA também exige de forma obrigatória que as empresas vendedoras (fornecedores de materiais médicos) tenham a licença AFE - Autorização de Funcionamento da Empresa - para poder comercializar produtos para a saúde.

Ressaltamos que a Nachmed possui essa licença que é de extrema importância, e que muitos concorrentes no mercado vendem pela internet sem a devida autorização.


Transporte

O transporte dos materiais pode ser feito pelo próprio fornecedor em alguns casos, ou terceirizado.
Verifique na ANVISA a validade da AFE da empresa transportadora. A autorização irá dizer qual é o tipo de material médico que a transportadora está autorizada a carregar, por exemplo, se ela pode transportar medicamentos e saneantes, não deve transportar medicamentos de controle especial, para o que é necessária uma AE (Autorização Especial).

Esta é a garantia de que os produtos virão na climatização e acondicionamento adequados, o tamanho das portas do veículo será o correto, os funcionários da transportadora estarão vestidos de forma segura e os caminhos a serem percorridos nas ruas e dentro do seu estabelecimento serão meticulosamente planejados.

Esses cuidados evitam que aparelhos se quebrem, substâncias sejam alteradas e/ou que a saúde ou integridade física das pessoas que entrarão em contato com esses materiais médicos sejam colocadas em risco.


Recebimento

O recebimento dos produtos médicos ocorre em quatro etapas:

- Recebimento: Recepção do transporte, verificação da autorização para compra no sistema, quais produtos, recebimento da nota fiscal, conferir o número de série e lote.

- Conferência quantitativa: Verificar as quantidades pedidas de cada material.

- Conferência qualitativa: Comprovar a qualidade de cada um dos produtos pedidos.

- Armazenagem: Encaminhamento dos produtos ao almoxarifado, onde devem ser acondicionados de acordo com sua temperatura ideal, tamanhos, formatos, características especiais (volatilidade, por exemplo), nível de periculosidade, frequência de uso etc.


E então, achou nosso artigo útil?


Continue navegando pelo nosso blog para conferir mais conteúdo como este e se precisar de algum produto médico, faça seu pedido!

 

Me chame no WhatsApp Agora!